Sorteio + Enfrentando minhas emoções

Bom dia!!!

Finalmente o problema com os comentários foi resolvido!!! Agora vou poder comentar novamente no blog de vocês!! Ebaaaa!!!

Meninas, estou participando de um sorteio no blog da Dric@ super bacana, quem quiser, se inscreva também!!! Tem caneca, agenda da Boa Forma, nécessaire e livro!! 

http://quarentacomsessenta.blogspot.com/2011/01/gratidao-retribuicao-sorteio.html?showComment=1295878882296#c4256000630254355669
Mudando de assunto...quero compartilhar com vocês um texto que a Annie colocou no blog dela. O texto se chama "Reeducação Emocional: mais um pedaço de bolo ou enfrentar suas emoções?"
Achei simplesmente incrível o texto. De nada vai adiantar fazermos uma reeducação alimentar perfeita, se não fizermos também uma reeducação emocial e aprendermos a lidar com nossas emoções. Eu sei bem como é isso...como já havia dito para vocês, acabei engordando na semana passada, justamente por não saber como lidar com minha ansiedade. Esse texto me mostrou o quanto é importante o auto conhecimento nesse processo de emagrecimento.
Espero que gostem tanto quanto eu!

Reeducação emocional: mais um pedaço de bolo ou enfrentar suas emoções?

"Imagino que tenha respondido a primeira opção. Um pedaço de bolo é gostoso, dá prazer, enquanto que enfrentar as emoções pode causar muita dor.

Claro que nosso organismo precisa ser alimentado para se manter. Tudo o que se torna excesso acaba por gerar um desequilíbrio, sinalizando que algo não vai bem internamente. A compulsão por comida não é a causa de você não se sentir bem, mas apenas um sintoma.

Será que em alguma época de sua vida sua mente registrou que, ao comer, suas dificuldades poderiam ser resolvidas? Mas ao comer mais e mais já percebeu que seus problemas tendem a aumentar? O que será que você busca ao comer? Preencher um vazio que nem sempre consegue identificar o que o causou?

Pare de justificar os motivos para comer um pouquinho mais, ainda que diga que será só hoje.

A sensação de vazio nunca será preenchida por mais que coma. E por não conseguir diminuir esse vazio, o ato de comer torna-se incessante e compulsivo. Quantidade alguma de chocolate, macarrão, pães, sorvetes, refrigerantes ou qualquer outro alimento será capaz de preencher esse vazio.

É preciso ter consciência que comer demais não resolve problemas, não diminui carências, nem a fará sentir-se amada.

Comer porque está sobrecarregada de trabalho, porque brigou com seu marido, porque seu namoro acabou, foi demitida, enfim, os motivos e justificativas podem ser muitos, mas, com certeza, comer demais não a fará sentir-se melhor consigo mesma. Ao contrário, só trará mais frustração e a sensação de não ser capaz. Ingredientes suficientes para fazê-la sentir-se pior.

Pare de justificar os motivos para comer um pouquinho mais, ainda que diga que será só hoje. Pare de se dar desculpas e permitir adiar cada vez mais em alcançar o objetivo que quer para você. Isso não faz o menor sentido! O que tem haver comer mais porque seu chefe ou seu marido brigou com você? Onde está  o sentido disso? Não está na hora de começar a lidar com os problemas em si ao invés de buscar outro?

Você já parou para pensar sobre as razões que a fazem comer em excesso?
Pense sobre cada uma delas agora. Escreva cada uma das razões antes de continuar a ler o artigo. O que você escreveu? Que come sem pensar? Comece a pensar antes de comer. Escreveu que não consegue ter controle? Pense sobre outras situações que também não tem controle. Come por ter prazer? O que mais te dá prazer além de comer?

Toda vez que estiver começando a comer pare por alguns instantes e pergunte-se: “é isso que realmente eu preciso neste momento?” Ou será que na verdade quer comer por estar sentindo raiva? Ou por algo que não aconteceu como esperava? Aprofunde a consciência de suas emoções, identificando a verdadeira causa da compulsão pela comida.

Qual a verdadeira razão que a leva comer compulsivamente? Não é seu peso que está em questão, mas o motivo pelo qual voe come. Se continuar a comer para compensar uma necessidade que a comida não irá satisfazer, seu peso irá aumentar e não diminuir.

Fazer uma reeducação alimentar e atividade física é importante para o processo, mas não o suficiente se não houver também uma reeducação emocional, onde é imprescindível aprofundar a consciência de suas emoções para que identifique a verdadeira causa da compulsão por comida. É preciso se permitir sentir suas emoções para que possa aprender com elas.

É preciso entender o que causa esse vazio para saber como preenche-lo. Você pode até sentir um ligeiro desconforto no estomago, mas isso não quer dizer que é comida que precisa. Sua leitura pode até ser essa, mas em geral não corresponde a verdade. Enquanto ignorar suas emoções e continuar a comer para aliviar o que se pode ser a razão de sua dor, não conseguirá sair desse círculo vicioso.

Se continuar a fugir de seus sentimentos dificilmente conseguirá mudar algo. Por isso o mais indicado é se conscientizar de tudo o que está sentindo o tempo todo. Ao ser capaz de fazer isso suas emoções não a farão agir sem controle. Suas emoções poderão sinalizar qual a razão para comer em excesso, mostrando a direção que você deve seguir se quiser ter uma vida mais saudável e feliz.

O que é mais importante para você? Elevar seu autoconhecimento buscando as razões que a levam comer demais ou continuar a fugir de seus sentimentos e comer mais um pedaço de bolo de chocolate? Espero que depois dessa reflexão você não responda que prefere o bolo."


bjos



7 comentários:

Roberta disse...

Mto bom esse texto e se não pararmos p/ pensar sempre comeremos o bolo , aumentando ainda mais nossos problemas ...as vzs 1 seg é o suficiente para dizermos não

Bjão !!!

Fer disse...

é incrivel como o nosso pscológico luta contra a gente né... mania de sabotagem!!!!

eu não prefiro o bolo não...rsrs...

amiga, tem selinho no meu blog e é pra vc também ta

beijooo

Luluzinha disse...

Chelly,
q bom q foi tudo bem na entrevista... estou torcendo mto por vc...
minha irma tb esta desempregada há uns meses e sei o qto isso é dificil! tenha fé e força dará tudo certo.
o texto é um show a parte... eu e meu psicológico... é ele o culpado de eu ser assim... preciso mudar minha mente gorda viu.
e por fim, q bom q as coisas estao se ajeitando ai... inclusive com o namorado.
Bjinhos

Marcela disse...

nem me fale de psicologico, eu sou rei em descarregar na comida, agora eu já percebo isso, e começo ficar em alerta.
não é a toa q faço terapia a 3 anos, senao tinha endoidecido...rsrsrs
bjus e boa tarde flor

OUTRO RUMO disse...

Olá Chelly linda,

Saudades de vc mas estava mal e num vim aqui pq estava ruizona mais agora 100% e de volta com tudo obaaaaaaaaa então vamos lá menina rumo a vitória...

Beijos

Aline Silva disse...

Oi Querida Chelly...Td bem flor ???

Eu tb to particpando sorteio,maravilhoso neh ? rs

Amiga que texto lindo...é realmente assim na nossa vida neh...

Muitos beijos

Emagrecendo com Penelope disse...

Muito interessante esse texto, porque sempre acabamos resolvendo nossos problemas, com comidas e mais comidas, quando na verdade isso vai nos gerar outros problemas.
Beijo

Copyright @ Revelações | Floral Day theme designed by SimplyWP | Bloggerized by GirlyBlogger