Para emagrecer é preciso se aceitar como é...

Bom dia!

Como vão vocês? Meu fim de semana teve um saldo positivo. Fiquei feliz por ter conseguido me manter na linha e não comer demais.

Mas mudando de assunto, estava lendo o livro "Mulheres, Comida e Deus" da Gennen Roth - recomendo! -  e uma parte do texto me fez parar para pensar:

"(...) nunca conheci alguém que tivesse conseguido transformar de repente, miraculosamente, anos de rejeição e ódio em amor. Mesmo depois de uma plástica, de uma cirurgia no estômago ou de uma lipoaspiração. Quando você ama uma coisa, quer o bem dela; quando odeia, você quer acabar com essa coisa". 


Fiquei pensando em quantas vezes me olhei no espelho e me odiei...quantas vezes perguntei o porque havia nascido. Quantas vezes achei que o melhor era eu nunca ter nascido. Quantas vezes quis ser uma outra pessoa, com um outro corpo. E o quanto todos esses pensamentos só me faziam comer ainda mais.

De fato, o primeiro passo para o emagrecimento definitivo é nos amarmos e nos aceitarmos como somos. Aceitar nossas imperfeições, nossos quilos a mais, nossas celulites, nossos braços gordinhos. Temos que nos olhar no espelho e gostar daquilo que vemos. Porque se nos odiarmos, como iremos mudar algo que nos dá repulsa, nojo?

Temos de ter consciência do corpo que temos. Muitas vezes, a imagem que eu via no espelho não refletia a imagem que eu tinha de mim mesma - nunca consegui enxergar todo o meu excesso de peso, sempre me imaginava mais magra do que na verdade eu era. Eu me odiava tanto, que era mais fácil fingir que eu não via o que o espelho me mostrava, a encarar a realidade.

E, com tanto ódio, eu nunca conseguia emagrecer. Na primeira dificuldade eu desistia, dizia que não valia a pena, que era mais fácil continuar daquele jeito. E eu comia, comia, comia.

No livro tem um trecho que resume esse meu sentimento muito bem: "É como se preferíssemos fingir que não temos corpos. Como se eles fossem a fonte dos nossos problemas e, se ao menos conseguíssemos nos livrar deles, ficaríamos bem".

Tudo o que eu queria era ter um outro corpo, era ser uma outra pessoa. Mas esse sentimento ruim nunca me ajudou a emagrecer, pelo contrário, eu me sentia tão mal, que só me fazia comer mais. Eu acreditava que somente emagrecendo seria feliz. Mas ao mesmo tempo, não achava que uma pessoa como eu (gorda) era merecedora de alguma felicidade.

Eu só consegui emagrecer, quando me aceitei como era. Aceitei ser gorda. E comecei a me achar bonita, apesar dos muitos quilos a mais. Quando comecei a me olhar no espelho e não der pena de mim mesma. Quando comecei a me achar bonita, como era. Comecei a me admirar, mesmo fazendo compras em lojas plus size. Comecei a não ter vergonha de mim mesma. Aprendi a me amar.

"A mudança não ocorre por causa do ódio, mas do amor. A mudança ocorre quando você entende o que deseja mudar tão profundamente que não há motivo para fazer nada além de agir com a melhor das intenções. Quando você começa a habitar seu corpo a partir de dentro, quando você para de olhar para ele, como diz minha amiga Mary Jane Ryan, com "olhos de câmera de banco", qualquer outra opção que não seja cuidar dele parece loucura".


Depois que eu me aceitei, eu passei a olhar no espelho e dizer: "Poxa, eu sou gostosa!". Vestia uma roupa e me sentia bonita. Me sentia linda!! Comecei a achar até que não precisava emagrecer, pois estava bem comigo mesma. Mas ai eu comecei a pensar: "Poxa, eu estou tão linda...mas quero ficar ainda mais linda!". Comecei a achar que merecia ainda mais. Agora eu me acho merecedora do melhor. Quero, e mereço, um corpo melhor.

Porque estou dizendo tudo isso? Porque não quero desistir. Porque não quero que você desista! Vejo muitas meninas desanimadas e frustradas com os resultados na balança...meninas que estão pensando em abandonar a R.A. e voltar a comer como antes. Meninas, que por causa de um dia ou dois de jacadas, já pensam que não são capazes de prosseguir. Mas para vocês eu digo (citando mais um trecho do livro):

"Se você esperar até ter os olhos de Toni Oliver e o corpo de Amy Bryer, se você esperar  para se respeitar até estar com o peso que você imagina que precisa ter para se respeitar, você nunca se respeitará, porque a mensagem que estará dando a si mesma enquanto tenta alcançar seu objetivo é a de que você não tem condições para confiar em seus impulsos, seus desejos, seus sonhos, sua essência - com qualquer peso."

Se amem! Se aceitem como são! Não desistam do objetivo de vocês! Não desistam de vocês mesmas! "Você não é um erro. Você não é um problema a ser resolvido, mas você não vai descobrir isso até estar disposta a parar de bater a cabeça contra o muro da vergonha, da prisão e do medo. O poeta sufi Hafiz, escrevendo sobre pássaros que aprendiam a voar, concluiu: "Como eles aprendem? Eles caem e, caindo, ganham asas!"".


Uma ótima semana para vocês!!


Bjos

13 comentários:

Rita disse...

Passando para cohecer o seu cantinho. Gostei muito da sua reflexão. Realmente precisamos gostar da gente para poder fazer o melhor. Eu vou praticar isso, já! Obrigada pela dica.

Boa semana!

Rita

Kawana Complicada disse...

Oie, nossa você falou tudo!
Mais realmente é muito dificil nos aceitarmos como realmente somos, só apartir dessa aceitação conseguiremos mudar!

Bjus

Sangela disse...

oiee, nossaaaa q post maravilhoso esse hein! concordo com tudo e até me sinto um pouco envergonhada!
bjs

Pri Gaby disse...

Obrigada Chelly.
Nossa, amei o post e o livro me pareceu bem interessante. Vou vê se acho aqui.
bjs e uma ótima segunda feira.

Unknown disse...

Amei esse post! Axo que eu passo pela mesma coisa. Beijos.

Rachel disse...

Adorei seu post Chelly!!! A mais pura verdade;!!! Eu faço o exercício do espelho todos os dias como aprendi com a LOuise Hay, do eu me amo e me aprovo. É fantástico mesmo!!! Vc tem que ir por este rumo mesmo e deixar pra lá dúvidas e pensamentos negativos. Bjks e tenha uma linda semana.

Fernanda Carolina disse...

Estamos juntas!!!!!!!!!

kassis disse...

oi querida estou de volta depois de muito tempo...aos poucos vou falando do que passei, mas estou firme e forte novamente na luta para emagrecer e engravidar.....bjs (http://diariodakassis.blogspot.com/)

"NÃO VOU DEIXAR PARA AMANHÃ" disse...

Ola, a sua reflexão, pode me ajudar muito esta semana estou começando de fato um mudança; e acho que vou passar por muitas aprovações e quedas mais vou pensar que elas serão positivas para mim continuar firme e forte no meu objetivo...
Boa Semana.
AH, gostaria que vc me acompanha-se na estrada ou escalada rsrs
http://naovoudeixarpraamanha.blogspot.com/

Jaqueline disse...

Olá, q post lindo. Resumiu a minha vida e agora o meu momento. Só agora, me amando, é q decidi mudar definitivamente. Pela primeira vez estou fazendo RA e to conseguindo. Seus posts são lindos, vou lê-los um por um. Bjus!

ALEKA disse...

Oi..
Lindo post...
Realmente motiva...faz com que paramos e pensamos...amei..
Beijokas

Núbia Grasiela disse...

obrigada pela força de sempre ....bjão

Winnig Woman disse...

Chelly, que coisa lindaaa, ameii de verdade, vo tentar achar este livro, cada dia mais fã de seu blog e posts!

Já passei por fases de me odiar muito, de nem ter vontade de me arrumar, olhar no espelho, sair de casa ... e realmente mesmo sem perceber na época, também não me ajudava.

Hoje me amo sim, e quero ficar melhor cada vez mais! Ta dando certo, e tenho fé que seguirei neste caminho de acertos!

Assim como você também!

Compreiiii minha balança, e tua dica contou muito pra eu me entusiasmar, quando apresentar lá no blog, vou falar de você de novo (kkkk)

Beijinhos lights!

Copyright @ Revelações | Floral Day theme designed by SimplyWP | Bloggerized by GirlyBlogger